sábado, 24 de novembro de 2012

Canários para venda - facturação de aves

Muito se tem ouvido falar e comentar sobre o futuro da criação de canários.




E isto,porque, fala-se que as finanças poderão andar a acompanhar as vendas, via internet, de canarios e outras aves e abordar os criadores.



Fala-se que futuramente devem os criadores estarem colectados nas finanças e facturarem as aves vendidas. Que, através da federação, as finanças sabem quantas anilhas o cirador pediu e poderá cobrar impostos ?. Será que já não se pode oferecer um canário a um amigo? Será que tenho de justificar a oferta do canario, peço um recibo de donativo ao meu amigo?



Se isto vier a acontecer, e espero que não, é mais uma machada na economia nacional.



Não será por aqui, nesta area da ornitologia que o país vai recuperar dos roubos, que os politicos tem feito ao país. Se pensam em encaixar mais uns milhões de euros, enganam-se.



Quanto á minha situação, por 50 aves que crio para aproveitar 20 ou 30 para as exposições, se depois vender as que não quero e me quiserem cobrar impostos, é mais certo acabar com este hobby.



Assim, nem mais o IVA das compras que faço, levam, nem alimento mais bocas de vendedores de lojas, medicamentos, etc.



Comprei gaiolas, bebedouros, comedouros, madeira para fazer voadeiras, frentes de gaiolas, arames, tintas, gasto luz no canaril, agua para limpar oa acessorisos, faço as minhas reuniões no clube, bebo umas cervejas, pago as anilhas e quotas, pergunto quanto dou eu ao estado, quanto pago de impostos com este hobby?



Se nós criadores acabarmos com este hobby será uma maravilha. Assim o país ganha mais.



Como eu, mais criadores fazem o mesmo. O comércio de produtos associados a esta area, morre mais depressa.



Quanto a mim, se vender 30 aves a 15.00 € 20.00 € não paga a despesa que tenho anualmente, para mim, isto é um hobby, um passatempo. Não crio aves para vender nem enriquecer. Simplesmente não os mato, primeiro porque não aprecio caça nem passaros fritos, segundo porque não prestam para comer.



Aqui fica desde já um alerta aos criadores de aves.











Sem comentários:

Publicar um comentário